skip navigation

Inovações na logística

As inovações otimizam os processos de transporte desde a invenção do camião

partilhar em:
30.12.2021

Estas invenções marcaram e influenciaram o rumo da logística

As inovações otimizam os processos de transporte desde a invenção do camião

Uma das mais recentes invenções e desenvolvimentos na logística é a digitalização e a integração em rede dos agentes envolvidos no transporte.
partilhar em:

A logística é um componente essencial e relevante do comércio mundial. Tem um importante aspeto económico e está na base do transporte de mercadorias a nível global. Nesta publicação, lançamos um olhar sobre as invenções que modificaram decisivamente a logística .

Digitalize já os seus processos de transporte!

O primeiro camião foi para Inglaterra

A invenção do camião foi, depois da locomotiva, um importante marco na história da logística. O primeiro veículo pesado de mercadorias – na altura chamado de carro de entregas por Gottlieb Daimlerconquistou o mundo em 1896. O verbo “conquistar” é bastante significativo, mas na Alemanha o mercado não estava recetivo e, por isso, o primeiro camião deste tipo foi para Inglaterra. Estava preparado para uma carga útil de 1,5 toneladas. Dois anos depois, surgiu o modelo de 5 toneladas. Os veículos ainda se assemelhavam a coches, embora o motor e o sistema de refrigeração no modelo de 5 toneladas já estivessem na parte da frente. No entanto, ainda não se pensava no transporte de contentores com estes veículos.

Contentores simplificam o transporte e a movimentação de carga

Todos conhecem este tipo especial de transporte fechado. Os contentores apresentam enormes vantagens: são intermodais e empilháveis, porque têm medidas standard. Deste modo, o transbordo e o transporte faz-se sem problemas. Ainda que já existisse transporte de contentores no século XIX, foi só no início do século XX que a standardização permitiu a otimização dos transportes e dos respetivos custos.

O norte-americano Malcom Purcell McLean utilizou, pela primeira vez, em 1956 grandes contentores metálicos para o transporte em camiões e navios. Consta que já em 1937, enquanto jovem empresário, teria ponderado o embarque do camião juntamente com a respetiva carga para poupar tempo e reduzir o laborioso processo de transbordo no porto. Depois, teve a ideia de carregar apenas os reboques ou os semirreboques com a carga. Depois, em conjunto com o engenheiro Keith Tantlinger, desenvolveu o primeiro contentor intermodal moderno: uma caixa de chapa de aço ondulado com oito pés de largura por dez pés de comprimento. Com a transmissão à indústria, criaram o primeiro contentor standard. Estes standards foram aplicados na Grã-Bretanha para contentores e substituíram, na segunda metade do século XX, os contentores de madeira usados desde a década de 1830.

A economia mundial e a procura de transportes aumentam

Atualmente, os  contentores são indispensáveis. Na década de 1990, a procura de transportes aumentou de forma acentuada: o número de navios porta-contentores duplicou e, com isso, também o mercado de transporte em contentores duplicou. Em 2005, havia cerca de 20 milhões de contentores em 200 milhões de transportes em todo o mundo. Quase 75% em navios porta-contentores. O contentor reduziu os custos de transporte do comércio internacional e acelerou os processos. Este desenvolvimento abriu as portas à importação e exportação de inúmeros bens de consumo, matérias-primas e produtos fabricados em massa. Entretanto, já são transportados anualmente cerca de 200 milhões de contentores nos mares de todo o mundo.

A caixa móvel aumenta a eficiência das frotas

Em particular no transporte rodoviário de mercadorias, poucos prescindiriam dela hoje em dia: a caixa móvel. Foi utilizada pela primeira vez em 1971. Na sua génese, esteve uma ideia: acelerar o transbordo de cargas completas de camiões segundo o modelo do contentor marítimo e aumentar a eficiência da frota. O genro do fundador da empresa Dachser, Thomas Simon, impulsionou o desenvolvimento na década de 1960. Com a invenção da caixa móvel dotada de pés amovíveis, a empresa familiar de Kempten mudou para sempre o transporte rodoviário de mercadorias. Graças a ela, as concessões para cada um dos veículos podem ser mais bem aproveitadas. As medidas básicas de uma caixa móvel correspondem basicamente às de um contentor ISO, o que permite o seu transporte no mesmo veículo de transporte. Entretanto, já existem caixas móveis fechadas e caixas móveis fechadas refrigeradas com equipamento de carga em dois níveis. Permitem otimizar ainda mais a capacidade de carga sem necessidade de empilhar paletes.

Digitalização e plataformas de transporte abrem o caminho para a logística moderna

Uma das mais recentes invenções e desenvolvimentos na logística é a digitalização e a integração em rede dos agentes envolvidos no transporte. Até à década de 1990, o transporte de mercadorias por via rodoviária fazia-se sobretudo por contactos pessoais e com recurso a métodos comerciais analógicos. Enquanto hoje responsáveis pela expedição usam sistemas TMS, ERP e bolsas de cargas como as suas principais ferramentas de trabalho, antigamente o transporte rodoviário de mercadorias estava fortemente dependente do contacto telefónico.

Só quando ocorreu a integração em rede proporcionada pela disseminação da Internet foi possível a penetração de ferramentas digitais neste mercado altamente fragmentado. A bolsa de cargas da TIMOCOM começou a funcionar em 1997. Embora já existissem plataformas semelhantes, estas não ofereciam a mais-valia correspondente. Além disso, tinham uma orientação regional. A bolsa de cargas e camiões da TIMOCOM impôs novos padrões para os processos logísticos do transporte rodoviário de mercadorias na Europa.

A plataforma foi sendo desenvolvida e ampliada com, por exemplo, interfaces para sistemas TMS e de telemática, assim como diversas aplicações e serviços. 

Inovações otimizam processos logísticos

Tanto as invenções mecânicas como digitais contribuíram para o que a logística é hoje. O tráfego intermodal não teria sido possível sem a invenção e standardização dos contentores. A caixa móvel simplificou o transbordo no transporte rodoviário de mercadorias. Contudo, foi sobretudo o nível de digitalização que aumentou. Como muitas empresas temem custos e despesas adicionais, as plataformas de transporte independentes oferecem a possibilidade de digitalizar os seus processos sem grandes investimentos e permitem a participação no ecossistema da logística 4.0. As inovações dos últimos anos têm um aspeto em comum: otimizam os processos logísticos de transporte de mercadorias, aumentam a eficiência e reduzem os custos.

Caso pretenda digitalizar os seus processos de transporte e participar na rede europeia de mais de 45 000 clientes, pode testar gratuitamente o Smart Logistics System. Registe-se e otimize os seus processos logísticos.

Otimize os processos logísticos com a TIMOCOM!>

ir para cima