TIMOCOM: Forte trimestre de encerramento para o setor dos transportes

Barómetro dos transportes da TIMOCOM continua a evidenciar uma elevada procura de capacidades em camiões na Europa / Falta de camionistas mantém-se como travão ao crescimento / Preços dos transportes manter-se-ão sob pressão em 2019

partilhar em:
25.01.2019

Erkrath, 23.01.2019 – O mercado dos transportes europeu não deu, no último trimestre do ano anterior, qualquer sinal de ter sido afetado pelos conflitos comerciais internacionais e pela degradação das perspetivas de conjuntura. “O setor dos transportes viveu um trimestre de encerramento forte, como é habitual”, comenta o Gunnar Gburek, porta-voz da TIMOCOM, a respeito dos mais recentes valores do barómetro dos transportes.

 

“Os preços dos transportes irão manter-se sob pressão em 2019, pois as capacidades de transporte continuam a ser um bem escasso”, prevê Gburek.
partilhar em:

Com este instrumento de análise, a empresa de TI faz um levantamento trimestral da evolução da oferta e da procura dos transportes na bolsa de cargas integrada no Smart Logistics System da TIMOCOM. Com 127.000 utilizadores e até 750.000 ofertas internacionais de cargas e camiões todos os dias, é a maior bolsa de cargas da Europa para o transporte rodoviário de mercadorias.

Capacidades de transporte continuam a ser um bem escasso em 2019

Segundo os dados do quarto trimestre, a procura de empresas que efetuaram ofertas de cargas através da TIMOCOM no mercado dos transportes ultrapassou o número de capacidades disponíveis em camiões em mais de 66%. Assim, no período de outubro a dezembro de 2018, registaram-se em média 71 ofertas de cargas para 29 ofertas de camiões na bolsa de cargas.

O resultado evidencia a continuação do desequilíbrio entre as elevadas quantidades de carga e as capacidades disponíveis em camiões no mercado dos transportes. “Os preços dos transportes irão manter-se sob pressão em 2019, pois as capacidades de transporte continuam a ser um bem escasso”, prevê Gburek. Situação sem fim à vista: a falta de camionistas irá agravar-se na Alemanha e está a tornar-se cada vez mais um fator de crescimento para a economia que importa regulamentar.

ir para cima

Ao usar este site aceita a utilização de cookies para análise, conteúdo personalizado e anúncios. Saiba mais